25/07/2017 às 08h30

Estudantes da PB desenvolvem aplicativo para mulheres avaliarem segurança de locais e serviços

Aplicativo de estudantes paraibanas é orientado pelo Women in Engineering (Mulheres na Engenharia, em português)

Aplicativo reúne referências sobre locais e serviços frequentados por mulheres (Foto: Reprodução/All For One)

Um aplicativo que estimula a sororidade foi criado por estudantes da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), que nomearam o grupo de Girl Power, é finalista de um concurso global que fomenta a utilização da tecnologia em benefício da humanidade.

O aplicativo All For One estimula o companheirismo e o coletivismo entre as usuárias ao permitir que elas avaliem estabelecimentos, serviços e locais, em relação à segurança das mulheres. O serviço permite também que elas compartilhem informações sobre locais, médicos, restaurantes, bares e outros estabelecimentos que frequentam.

Com a iniciativa, a estudante Larrissa Dantas, integrante do grupo, espera fazer com que as usuárias se “sintam mais seguras”. “Resolvemos nós, um grupo de mulheres, idealizar e criar um aplicativo que beneficie o cotidiano feminino”, diz Larrissa. Lisley Uchoa, estudande de engenharia elétrica e Nayane Navarro, estudante de design, são as outras integrantes do grupo.

O grupo de Larissa concorre com o aplicativo no Institute of Electrical and Electronics Engineers Mobile Application Development Contest (IEEEmadC), o concurso internacional de uma organização mundial que busca dedicar a tecnologia ao benefício da humanidade. Nesta etapa, o grupo concorre a prêmios de até três mil dólares.

Elas são orientadas pelo Women in Engineering (WIE, Mulheres na Engenharia, em português) que busca incentivar e encorajar mulheres a seguirem carreiras nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Mais da Paraíba

Outra equipe paraibana na competição é a DEAR, formada pelos estudantes Alison Candido, Matheus Guerra e Taís Lima, todos estudantes de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Eles desenvolveram um serviço de auxílio a pessoas que sofrem de depressão, através de um aplicativo. A proposta é criar uma rede solidária onde as pessoas possam conversar em um bate-papo e alivir as tensões da depressão.

Fonte: G1 PB

  • Escolha o que ler por assunto

Image is not available
previous arrow
next arrow
Slider